5 estudos sobre o poder do otimismo

...
...
...
...

Eu sei que você sempre ouve que rir é o melhor remédio e que pensar positivo atrai coisas boas pra vida. As editoras exploram o tema, jogando no mercado toneladas de livros que tentam explicar mais do mesmo, sempre. Mas você já parou pra pensar sobre a razão de tanto fascínio sobre ser otimista? Será que funciona mesmo?

Hoje vamos fazer uma abordagem diferente! Não vamos falar sobre auto-ajuda…

Vamos listar estudos científicos sérios sobre o assunto para você descobrir os efeitos práticos que isso pode ter no seu dia-a-dia. Veja!

otimismo

Será que ser otimista faz a diferença?

  • Sistema Imunológico

Estudo realizado pela University of Kentucky e pela University of Louisville com 124 estudantes mostrou que há uma relação entre o otimismo e a imunidade do organismo. Segundo a pesquisa, as pessoas mais otimistas têm maiores níveis de células que combatem os vírus e bactérias.

  • A felicidade e a perda de peso

Conforme levantamento divulgado pela Association for Psychological Science, rindo de 10 a 15 minutos por dia, queimamos de 10 a 40 calorias. A informação foi publicada em uma lista sobre 13 motivos para rir.

  • Saúde dos olhos

De acordo com estudo divulgado pela Universidade de Toronto, o humor de alguém altera, literalmente, a forma como a pessoa enxerga, modificando até mesmo funções do córtex visual, ou seja, a parte do cérebro responsável pelo processamento de informações visuais.

  • Coração saudável

O Centro Médico da Universidade de Duke, nos EUA, realizou um estudo onde os voluntários responderam a uma pesquisa sobre o que esperavam do futuro e como estaria sua saúde. Quinze anos depois, o estudo concluiu que os voluntários com as melhores expectativas possuíam 24% a menos de chance de morrer por complicações cardíacas.

  • Prevenção de câncer

A Universidade de Harvard, estudou entre 1994 e 2005, para compreender uma série de fatores que influenciam a saúde física e mental dos americanos à medida que envelhecem. Uma das situações observadas é como o otimismo favorece o aumento de carotenoides e nove tipos de antioxidantes, substancia fundamental para a prevenção de câncer, além da vitamina E – uma descoberta que corrobora com outros estudos.

  • O otimismo e o stress

Pessoas otimistas tendem a lidar melhor com o stress, segundo pesquisa do departamento de Psicologia da Universidade de Concordia (Canadá) publicada recentemente. Trata-se de um dos primeiros estudos científicos que relacionam o otimismo à resposta biológica ao stress.

Os pesquisadores acompanharam 135 adultos, com mais de 60 anos, durante seis anos. Eles colheram amostras de suas salivas cinco vezes por dia, para monitorar o nível de cortisol, conhecido como o “hormônio do stress”. O resultado revelou que o nível deste hormônio tende a ser mais estável naqueles com personalidades positivas.

Falando sobre o otimismo…

Você percebeu que ser otimista, cientificamente falando, traz incontáveis benefícios para a nossa saúde e facilita nossa vida. Claro que isso não significa carta branca para sair colocando em prática tudo quanto é livro de auto-ajuda. Geralmente esses livros possuem a visão de cada autor sobre a vida, e claro, pode funcionar pra uns, mas outros não.

Também encarar a vida com um pouquinho de pessimismo, as vezes, pode equilibrar as emoções e contribuir para traçarmos planos mais realistas. Não podemos negar que isso até pode ter seu pequeno espaço. Mas só um pouquinho, ok? A vida 99% das vezes pede mais sorrisos, menos seriedade, um chute no stress, mais paz para buscar as melhores decisões e o otimismo leva a isso.

Pois é, está na hora de sorrir mais pra vida! ;)

Que tal ter mais hábitos saudáveis?

Criamos uma linha de produtos naturais exclusivos para trazer mais qualidade de vida para a sua família.

Conheça nossos produtos.

Os comentários estão fechados.